quarta-feira, 16 de junho de 2010

...

O amor é estranho
Abracei um travesseiro e chorei a noite toda.
Lutei, briguei pra me manter no controle desse jogo estranho.
Essa brincadeira boba é desgastante, e tudo isso pra que? Se no final eu já não sabia quem eu era e o porque daquilo tudo.
Eu desisti no meio do percurso, deixei a porta aberta e sentei no corredor.
Talvez eu estava muito confusa, talvez a musica não combinasse, talvez seja assim mesmo o amor.
Não andei milhas, não movi montanhas e nem disse que te amava. E no final me perdi dentro de sonhos desordeiros.
As coisas acontecem como devem acontecer, você veio me fez rir e depois se foi me deixando com lágrimas nos olhos.
Deve ser essa a lei do amor.

4 comentários:

ઇઉ Loh ઇઉ disse...

"Abracei um travesseiro e chorei a noite toda.
Lutei, briguei pra me manter no controle desse jogo estranho."

amei essa parte é totalmente a minha cara, e eu vou confessar que foi isso que fiz essa noite e que tenho feito em algumas outras, bom texto, seguindo!

a flor obrigado por passar no meu blog, que bom que gostou, e se quiser eu ajudo sim com seu blog minha flor, e so me falar que te ajudo.

by: Lorena
http://parceriasemsentido.blogspot.com/

@ anacarolinacorrêa disse...

Ai,coisa mais linda. Amei o blog e estou seguindo.

Camila. disse...

Adorei seu blog, você escreve muito
bem, de verdade.
Muito obrigado por seguir meu blog,
voltarei no seu sempre que puder.
xx'

Raquel disse...

Sério, amei o texto!
Tua capacidade de brincar com as palavras é inspiradora!
Engraçado que acabei de postar algo bem parecido, é interessante o amor, mas vive-lo, apesar de doloroso, é estimulante.