domingo, 29 de agosto de 2010

I'm sorry, i'm human

Talvez eu tenha feito tudo àquilo pra provar não pra alguém, mas pra mim do que eu era capaz. Eu sempre quis ser ALGUÉM para alguém, mas no meio disso tudo eu acabei esquecendo a parte em que esse alguém deveria ser ALGUÉM pra mim, que se não fosse assim alguém iria acabar sofrendo, se não ambos.
Eu acabei sendo alguém, depois quase-alguém e agora sou ninguém.
E quer saber o que eu consegui provar? Eu sou capaz, eu posso ser alguém pra um ninguém, ninguém pra um alguém ou alguém pra um alguém. Eu posso ser tudo hoje e amanha não ser nada. Mas o pior foi provar pra mim que no meio dessa “provação” eu machuquei alguém que hoje não quer mais saber de ninguém.

p.s: Eu particularmente não gosto desse texto, mas como não tinha nada melhor pra postar e o blog pedia atualização resolvi postar hihi.
Beijos pessoas lindas *-*

3 comentários:

@ anacarolinacorrêa disse...

Mais eu adorei, super verdadeiro. Beijos e confira lá: http://www.fotografiadaana.blogspot.com

Raquel disse...

´Toda lição é válida, e nesse caso as vezes a gente precisa aprender que antes de ser alguem pra alguém precisamos ser para nós mesmo.

é, as vezes pleonasmos são necessários pra que a gente entenda o sentido das coisas.

Gostei do texto.

http://semanalisar.blogspot.com

Gêsa disse...

Concordo com a Quel, toda lição é válida. (:

beijo, e até mais.

http://cultb.blogspot.com/